terça-feira, 28 de abril de 2009

A casa.


Passei naquela rua e avistei aquela casa...AQUELA CASA. Parei na porta, observei, e entrei. Por fora a casa era linda! Um belo jardim, cores bonitas, bem conservada, porém por dentro a casa era misteriosa. Muitas escadas, uma sala escura, misturando móveis antigos e novos, andei por ela. Alguns cômodos estavam fechados em alguns consegui entrar, muito poeira, escuridão, dava medo, em outros não entrei, nem quis tentar.
Passei a andar pela casa sentindo coisas jamais sentidas, às vezes alegrias, em certos cômodos eu sofria. Também sentia que a casa sofria, em certos quartos a casa não ficava feliz com minha presença, ela boicotava, apagava as luzes.
Decidi subir as escadas, elas me levaram ao topo, um lugar maravilhoso, alegre, cores lindas, eu me senti bem, deu vontade de ficar, não queria mais descer, o sótão me ensinou muito, aprendi verdades naquele lugar. Conheci-me era um lugar mágico, mas eu tinha que descer, se eu quisesse ficar na casa teria de conhecer tudo, fui aos fundos, um vazio imenso, varanda! Triste, a casa estava muito desgastada, foi sofrida pelos últimos moradores e por toda sua história. Lá embaixo fiquei com vontade de sair, abri a porta e a casa me puxou de volta, me alertou que àquilo ia mudar, uma reforma estava para acontecer, tudo ia ficar belo como o sótão. Eu tentei ficar mais, mas não consegui, não sei se fui fraco, medroso ou se realmente agi corretamente, corri, abri a porta e fugi de lá!

Hoje penso na casa com muito carinho, penso muito no sótão lindo, nas lições. Agora torço, que a reforma aconteça logo, que o próximo morador seja perfeito e cuide bem dela, ela merece.

Um comentário:

  1. http://pensamentos-de-margarida.blogs.sapo.pt28 de abril de 2009 14:31

    Olá...obrigada pela sua visita ao meu blog.
    Gostei bastante deste seu texto...
    Quem um dia não se deparou com uma casinha linda...mas...porem...nem mesmo a sua beleza nos faz senir bem dentro dela...
    Mas já agora...
    Nunca deixe que o esquecimento apague as lembranças do sotão.
    Beijo

    ResponderExcluir